terça-feira, 13 de fevereiro de 2024

Livre o Mercado de Erros

 


No Mercado Livre a especificação dessa trena era largura de 25mm, e foi porisso que comprei logo três. Chegaram trenas de 3/4 de polegada (19mm), que também são muito úteis. Mas não são a mesma coisa. A propaganda foi mentirosa. 

Eu mesmo ofereço MONEY-BACK-GUARANTEE para traduções certificadas para consumo por órgãos dos governos americano, canadense e australiano. Se oficial da migra, ou da escola, ou de empresa que contrata profissionais cismar que a minha tradução está malfeita, errada ou de nível menos que profissional eu devolvo o dinheiro ou conserto a coisa. A diferença é que eu não minto acerca das especificações. 

Achar que eu vou confiar novamente nos mesmos vendedores é uma injúria. Nunca mais a Yoneda vai me vender coisa alguma. É como o ditado russo: Fool me once, shame on you. Fool me twice, shame on ME! Acaba de chegar um pedido com Eirelli nos papéis, tudo nos conformes. Só não sei se é relacionada com a outra empresa. 

***

Outra coisa que faço é defender os direitos dos brasileiros agarrados pela migra. Em 26 anos nessa praça ajudei milhares de estudantes, imigrantes, peticionadores de vistos e tal com traduções. Nunca nenhum se deu mal. Só que também trabalho de plantão como intérprete em causas de gente que foi agarrada pela migra. 

Tenho simpatia. Já estourei visto por descaso e desligamento, paguei multa, tive que pedir extensão e sei como o réu se sente. Mas não se dar o trabalho de aprender a pronunciar o seu endereço nos EUA dá na vista. Taxista, motorista de aplicativo, policial curioso, até carteiro espera que a pessoa saiba pelo menos dizer onde mora. Mas o brasileiro detido na detenção da migra, via de regra, não tem a mínima noção de como os vizinhos pronunciam o nome da rua, bairro, cidade - nem número de casa! Chegam na presença de juiz sabendo balbuciar apenas incoerências sem pés nem cabeça. É o tipo de coisa que  dá uma má impressão que só aumenta a chance de ser mandado embora - até mesmo por uma questão de segurança da pessoa tão despreparada para morar no estrangeiro! Aprender o alfabeto é um bom começo para evitar entrar nessa fria. Repita mil vezes até dominar com pronúncia perfeita: 


*-*-*



 Quer saber a causa do Crash de 1929 e da Depressão da década de 1930? Leia.

ALeiSeca0619

Para melhorar o seu inglês, nada como a minha polêmica tradução de O Presidente Negro (O Choque das Raças) de Monteiro Lobato: America's Black President 2228. Na Amazon (link)

Blog americano... www.libertariantranslator.com com form de contato.

Blog financeiro e jurídico... LIBtranslator 


terça-feira, 23 de janeiro de 2024

Bilhetinhos do Jânio, intrigas na Alemanha

 

Se Jânio Quadros estivesse vivo...

Jânio mandava bilhetinhos dando palpites para os governantes, como fazia o presidente Wilson antes de comprar briga na primeira Grande Guerra.  Talvez hoje, horrorizado pelo que os computadores danam a fazer, ele rabiscaria: 

Para que Insolência Artificial? Já não basta a dos homens? 

E se ao abrir uma janela para deixar entrar um arzinho, fosse assediado pelos berros da gritaria amplificada de mascates motorizados, quiçá escrevesse: 

Para que carros de som? Não bastam as buzinas de carro, motos sem miolo no escape, rojões e bombinhas de artifício e festanças com som alto? 

Naquele tempo ainda dava para abrir janela e pegar uma correntinha de ar sem arriscar a surdez ou aterrorizar o cachorrinho!

*-*-*

Leitura e vídeoThe Splendid Blond Beast: Money, Law, and Genocide in the Twentieth Century está na Amazon Brasil só em inglês do autor Christopher Simpson e que data de 1995, só agora reeditado e em formato eletrônico. (link)
Cadê Insolência Artificial a traduzir este fascinante relato de como os europeus--e sim os americanos também--não apenas ajudaram a subida do Hitler ao poder. Também facilitaram a evasão de grande parte da elite industrial nacionalsocialista cristã que o apoiou na guerra e no extermínio de milhões de pessoas menos cristãs, menos brancas e menos transformáveis em preservacionistas da supremacia ariana. Falta ver, pois não terminei, se como os outros, o livro irá omitir menção do fanatismo proibicionista dos presidentes americanos Teodoro Roosevelt, Howard Taft, Woodrow Wilson, Warren Harding, Calvin Coolidge, o deputado Hamilton Fish, e acima de todos, Herbert Hoover.

Como assim? A China foi explorada com ópio de dormideira pelos estrangeiros industrializados a ponto de algo parecido com genocídio interno movido a guerras e revoltas. Boicoteou produtos americanos até a ganância mercantilista destes estimular a cobrança de leis proibicionistas. Essas leis provocaram crises econômicas a partir de 1907, culminando nas guerras dos países balcãs produtores de papoula e na Grande Guerra de 1914. As tréguas e o tratado de Versalhes continham cláusulas proibicionistas encarregando a Liga das Nações a levar adiante o proibicionismo que começou com as convenções da Haia. A Alemanha antes e depois desta guerra exportava opiáceos industrializados. Só que seus concorrentes usavam as reparações e restrições de Versalhes para tirar vantagem da Alemanha, que ainda tomava empréstimos dos EUA. Hoover em 1930 nomeou e extremista Harry Anslinger com poderes letais para taxar tal comércio de "tráfico", travar combate político, jurídico e econômico. Acuada, a Alemanha assinou uma convenção de "limitação" desses produtos enquanto sua bolsa e sistema bancário desmoronavam.(link

A partir daquele 13 de julho de 1931, os cartéis sobremaneira químicos e farmacêuticos dos alemães reagiram, financiando o partido do sermonizador coletivista Adolf Hitler. Dali a dezoito meses esse caudiho de Deus, feito chupim, expulsou os demais partidos e já enchia campos de concentração antes mesmo de outubro de 1933. Nos jornais online do Google aparecem buracos orwellianos -- edições faltando em junho e julho, páginas ilegíveis... Só que nos registros da Liga na Genebra sobrevivem as atas das reuniões que desenvolveram essas restrições. Ao mergulhar nas duas fontes somem dúvidas acerca de o que aconteceu. Mesmo se omitir tudo isso o livro casa bem com um seriado holandês que passa na Amazon, legendado em português como Os Arquivos Mentem.(link

*-*-*



 Quer saber a causa do Crash de 1929 e da Depressão da década de 1930? Leia.

ALeiSeca0619

Para melhorar o seu inglês, nada como a minha polêmica tradução de O Presidente Negro (O Choque das Raças) de Monteiro Lobato: America's Black President 2228. Na Amazon (link)

Blog americano... www.libertariantranslator.com com form de contato.

Blog financeiro e jurídico... LIBtranslator 



sexta-feira, 19 de janeiro de 2024

Brasil antes do socialismo

 

Brasileiro rejeitava o socialismo nas suas versões comuno-fascistas em 1937 (link)p.8 

Povo de Belo Horizonte, povo de Minas Gerais! Não reconhecemos nem podemos reconhecer, nem ao extremismo da esquerda o privilégio de combater o fascismo, nem ao extremismo da direita o de combater o comunismo, contra o qual, em toda a linha, cerramos as nossas fileiras. Tão pouco nos conformamos com o absurdo dos dois dilemas em voga: -- quem não for fascista é comunista, quem não for comunista é fascista. Não. Há quem não seja nem uma coisa nem a outra (palmas). E quem não é nem uma coisa nem outra é justamente o Brasil (palmas prolongadas), que este, sem dúvida alguma, é e quer ser democrata. Que haja, todavia, democratas. Otávio Mangabeira

O discurso era contra os milicianos desses que zanzam ainda hoje atacando bens das capitais nacionais. A diferença é que o nacionalsocialismo fascista cristão hoje anda travestido de anarquista metido a libertário (vê se pode). Os zumbis do comunismo igualmente violento e saqueador se dizem democratas e/ou liberais, que era o nome dado aos libertários do Liberal Party formado nos EUA cobrando revogação da mortífera lei seca que derrubou completamente a economia do país.(link

O presidente Franklin Roosevelt deu conta de revogar a lei seca ao passo que o partido democrata adotou essa proposta dos liberais. Afinal, o ku-klux klã virou casaca desde 1928 e passou a engrossar os cordões do republicanismo bedelho e monroísta. Mas sobravam ainda as leis que confundiam entorpecentes com estimulantes. Com este equívoco o Herbert Hoover conseguiu espraiar a Grande Depressão americana para a Alemanha, cujos bancos faliram em junho e julho de 1931, e ainda enfezar os japoneses. Estes haviam expulsado os portugueses que antigamente transportavam ópio às ilhas. Mas recebiam com cortesia os holandeses que iam arrancando as dormideiras de Java e Sumatra e ali cultivando coca -- planta da família do café -- que os americanos declaravam avatar do Satanás. Aliás, o burocrata Harry Anslinger nomeado por Hoover insistia em prender gente por causa de cânhamo, cacto... enfim, toda e qualquer coisa menos tabaco e álcool etílico. Isso os republicanos chamavam de "libertade ordenada"!

Na página 9 desse mesmo jornal aparecem os resultados de toda essa agressão armada. O Japão invade a China que despertou o proibicionismo gringo internacionalista em 1905, depois de apanhar da França e Inglaterra em tentativas semelhantes. Missionários são ameaçados, americanos e franceses fogem para Cingapura. Caem bombas e entram soldados como na América Latina da época imperialista do primo Teodoro Roosevelt e do Wilson, Harding, Coolidge e Hoover. Na pág 9 os alemães custeiam intervenção no mercado de café com sobrtaxas alfandegárias. Na pág 11 funcionário encarregado do Departamento Nacional do Café é morto a tiros, e surgem notícias de burocratização trabalhista e atividades de integralistas. Já na pág 25 temos as occorências policiais da capital nacional do Rio de Janeiro.  Ninguém é preso por drogas mas sim por andar cambaleando, nu, ou gritando de modo a tirar o sossego da vizinhança. Criminoso de verdade tipo ladrão e agressor é preso e a única classe de "criminoso" sem vítima é a dos jogadores. Coitados. 

*-*-*

Leitura: Julia, de Sandra Newman em tradução de Marta Mendonça.(link) De novo, como no caso de As Crisálidas de John Wyndham, uma tradutora portuguesa deixa os brasileiros a ver navios. O original é a versão de dentro do espelho da agora-protagonista que antes for co-adjuvante do Winston Smith em 1984. O ano aterrorizante do Big Brother foi retratado por Orwell -- morrendo de tuberculose e escrevendo à máquina pela primeira vez no frio no norte da Escócia em latitude próxima a do Labrador canadense do livro de Wyndham. Quem leu Homenagem à Catalunha, onde Orwell participou da guerra na Espanha com a milícia do Partido Obrero de Unificación Marxista (pouco depois do discurso supra do Mangabeira) reconhece em 1984 uma reflexão fictícia daquela experiência.(link) Eric Blair, o mesmo Orwell, levou um tiro na garganta e, ferido, se escondia dos "aliados" comunistas nos telhados antes de escapar. Não li essa tradução, da qual aparece admirável amostra. Descobri agora mesmo, mas o original é literatura da boa, ainda com interpretação em livro falado com sotaque inglês pra ninguém botar defeito. 
A Sandra Newman é escritora de mão cheia que se radicou na Inglaterra na época do colapso soviético. Foi entrevistada pela revista libertária Reason. (link)




 Quer saber a causa do Crash de 1929 e da Depressão da década de 1930? Leia.

ALeiSeca0619

Para melhorar o seu inglês, nada como a minha polêmica tradução de O Presidente Negro (O Choque das Raças) de Monteiro Lobato: America's Black President 2228. Na Amazon (link)

Blog americano... www.libertariantranslator.com com form de contato.

Blog financeiro e jurídico... LIBtranslator 



terça-feira, 2 de janeiro de 2024

Agressão sonora

 

Disco voador alienígena gerando poluição sonora?

Acontece em vários lugares. Juíz da imigração chama intérprete para explicar a um preso coitado como entrar com pedido de asilo, fiança, ou chance de ir embora sem ficha de deportado. De repente a janela começa a buzinar com a vibração de um gerador de ruído arrotando som que ninguém consegue entender. O juiz não consegue ouvir o intérprete por causa do ruído incômodo e o coitado do réu é deportado sem possibilidade de pedir visto por mais dez anos.

Nem dá para anotar quem contrata essa pestilência para reclamar ou pelo menos evitar prestigiar a loja, circo ou comício que contratou. Os carros passam com rapidez para evadir fotos, filmagem ou mesmo anotar o anúncio para identificar quem contratou ou gerou a poluição. Isso de fato dificulta a formação de boicotes e lavratura de delações - só que anula toda e qualquer vantagem auferida por quem contrata alto-falantes volantes achando que isso atrai freguês

Existe até lei que proíbe a agressão sonora. (link) Essa aí com 2500 palavras faz tudo menos proibir essa agressão. Parece redigida por fabricante de alto-berrantes, pois entra com desculpas: Art. 20 - São circunstâncias atenuantes: I - menor grau de compreensão e escolaridade do infrator... Quanto menos tiver noção, mais barulho pode fazer. Mas tem mais: Art. 21 - São circunstâncias agravantes, entre elas a reincidência: 2º - No caso de infração continuada caracterizada pela repetição da ação ou omissão inicialmente punida, a penalidade de multa pode ser aplicada diariamente até cessar a infração. Só que ao que parece nunca ninguém reincide pois nunca foi punido de forma a transitar em julgado e constar em cartório

Talvez seja porisso mesmo que a lei sonora que mofa durante 11 anos foi "alterada" em 2015 pela repetição, por outro prefeito, daquilo que já dizia: (link)  

§ 1º Os fiscais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente podem solicitar o auxílio das autoridades policiais e da Guarda Municipal no desempenho da ação fiscalizadora.

§ 2º Fica a Secretaria Municipal de Meio Ambiente autorizada a firmar convênio com as autoridades policiais e a Guarda Municipal para realização da fiscalização da poluição sonora nos logradouros públicos."

Isso aconteceu nesses 8 anos desde a repetição? Quem não é surdo não conseque comprovar efeito algum. Mas existe a possibilidade de algumas pessoas do bem, de livre e espontânea vontade, contratarem desses carros de som para circular na frente da casa do prefeito e dos vereadores enquanto rodam também pelo resto da cidade. O que você acha?

*-*-*
Leitura: Remédio Amargo, de Arthur Hailey.(link) Esse autor, que descobri em tradução de outra obra desenvolve trama e ao mesmo tempo revela as entranhas de setor farmacêutico. Fala muito sobre a Thalidomide que provocou pavorosas deformidadees nos bebês, mas sem mencionar que a perigosa droga foi colocada no mercado como calmante.(link) Isto é, foi desenvolvida por ex-nazistas e vendida para substituir o cânhamo indiano proibido desde 1937 pelo frustrado fanatismo proibicionista dos EUA antes da 2ª Guerra. Tudo isso ocorreu após séculos de uso natural do cânhamo, evidentemente sem deformar uma única criança. Apesar de ser excluído dos EUA em 1960, o teraógeno ainda circulava em outros países em 2008. A lei americana que provocou esses desastres desde 1937 hoje foi abolida por 31 dos 50 Estados americanos, mas ainda não foi revogada a nível federal. Muitos efeitos nocivos do proibicionismo exportado--inclusive crises financeiras e hiperinflação--provocam enorme estrago fora das fronteiras dos EUA. O proibicionismo até parece ser teratogênico por si só. 



 Quer saber a causa do Crash de 1929 e da Depressão da década de 1930? Leia.

ALeiSeca0619

Para melhorar o seu inglês, nada como a minha polêmica tradução de O Presidente Negro (O Choque das Raças) de Monteiro Lobato: America's Black President 2228. Na Amazon (link)

Blog americano... www.libertariantranslator.com com form de contato.

Blog financeiro e jurídico... LIBtranslator