Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta "programa nacional socialista". Classificar por data Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens classificadas por relevância para a consulta "programa nacional socialista". Classificar por data Mostrar todas as postagens

terça-feira, 25 de setembro de 2018

O programa nacionalsocialista de 1920, 1-5


A Universidade do Texas publicou a plataforma do partido de Hitler em inglês (Lane & Rupp, tradutoras) em 1978. 

Naquele documento qualquer um vê que os nacionalsocialistas, como 95% dos partidos atuais, acreditam que a liberdade é divisível. As facções místicas querem que a coação reprima os prazeres e imponha crendices. As facções laicas apostam na coação para tomar das pessoas os seus pertences. 

Essas duas hostes compuseram o texto nazifascista. Sem mais, aqui vão os primeiros 5 dos 25 pontos divulgados em 1920.



O programa do Partido Trabalhista Nacional Socialista da Alemanha (NSDAP) 24 de fevereiro de 1920

O programa do Partido Trabalhista Nacional Socialista da Alemanha se dirige à sua época. Uma vez cumpridas as metas do programa, a liderança se recusa a estabelecer novas metas como artifício para fomento de descontentamento nas massas no intuito de prolongar a existência do partido.

1. Insistimos na constituição de uma Grande Alemanha, que reúna todos os alemães, com base no direito dos povos à autodeterminação.

2. Cobramos a isonomia do povo alemão com as demais nações e a revogação dos Tratados de paz de Versalhes e de Saint Germain.

3. Exigimos terras e colônias para o sustento do nosso povo e para assentar o nosso excedente de população.

4. Só a nossa gente pode ter cidadania.  Só quem é de sangue alemão, não obstando seu culto religioso, pode ser nosso companheiro.  Nenhum judeu, portanto, pode ser companheiro do povo.

5. Os não cidadãos viverão na Alemanha como visitantes, regulamentados pela lei como estrangeiros

O programa começa declarando pelo coletivismo cultural e racial popular, se distanciando na largada dos políticos profissionais que apinhavam na cleptocracia existente ao final da Primeira Grande Guerra. Repare que quem possui direitos no Ponto 1 são as coletividades, e não as pessoas humanas individuais.

A Grande Guerra foi travada entre os produtores de entorpecentes de papoula após a proibição destes produtos pela China em 1911 e a formulação na Haia da convenção anti-ópio. Perder esta guerra resultou na responsabilização da Alemanha (e Hungria e Turquia) pelos prejuízos da guerra, cobrando reparações. Os tratados em tela cobravam essa restituição pela agressão iniciada pelos alemães em 1914 contra a Sérvia. O Tratado de Versalhes no seu Artigo 23, regulamenta os entorpecentes de papoula nos termos da Convenção da Haia.

Anticoncepcionais eram proibidos em muitos lugares, sobretudo nos EUA onde os adeptos da eugenia executavam leis do Comstock e censura desde 1873. Só que a população global crescia e as equações previam o desastre malthusiano. Esse partido alemão adotou a postura do Presidente Theodore Roosevelt de fomentar a reprodução nacional, pois o contrário seria o "suicídio da raça". Resultou um sauve qui peut de coletivismo racial não só na Alemanha. 

O Ponto 4 hoje é controverso, e em 1920 o DNA era desconhecido. Muitos acreditavam que as coletividades mais brancas seriam mais virtuosas do que as demais, e que o egoísmo era algo ruim, uma característica tida como hereditária e não resultante de ensinamentos ou condicionamento. 

Resultou que o Ponto 5, dependendo do Ponto 4, destacava alemão companheiro do povo, como algo diferente dos judeus, dos estrangeiros. 

Continua no próximo fascículo...





Nada compara com tradutores para colmatar as diferenças culturais e filosóficas entre os povos do planeta. 
Blog em inglês...

Saiba como o governo americano, nos anos 20 e 30, ajudou, talvez sem querer, a posse do Partido Trabalhista Nacional Socialista na Alemanha. Leia A Lei Seca e O Crash, em formato Kindle da Amazon. Até com celular você lê. 






sexta-feira, 29 de maio de 2020

Anarquismo pré libertário

Aliados Amigos-da-onça x Partido Libertário
O movimento nacional socialista ecológico, hoje o último apelo do comunismo totalitário no sentido de burocratizar o planeta, conta com o apoio de diversos improvisadores na racionalização da agressão. O etíope fantoche da OMS é um bom exemplo, mas suas ideias são copiadas das ideias antes copiadas de outros jacobinos e bolchevistas pelo americano Murray Bookchin e seus imitadores.(link)


Bookchin é indistinguível de outros tantos econazistas que, ao defenderem o coletivismo coercitivo e altruísta, imaginam que são diferentes dos intelectuais do movimento Nacional Socialista de Adolf Hitler--ou mesmo do movimento eugenicista repressionista do Herbert Hoover.(link) Todos eles, sem exceção, defendem a tese de que a função do Estado político é de assaltar o cidadão, tomando os seus pertences para o bem geral. As justificativas e lorotas variam um pouco, mas o nó da questão nunca muda. 



Se você assaltar alguém acreditando que seus motivos são altruístas e pelo bem comum, isso não é agressão. Mas se a sua vítima resistir, isso configura o crime de reação social, resultando no seu poder de matá-lo como cão raivoso alegando legítima defesa. Nisso todo comunista, socialista, nacionalsocialista, fascista e caudilho é absolutamente idêntico.




É claro que para manter a ficção de que haveria diferenças que não a identidade do mandante, esses coletivistas totalitários são obrigados a rosnar o seu ódio pelos concorrentes. Mesmo assim, a gangue de Al Capone, que vendia açúcar de milho da fábrica Argo (da Corn Products), fingia odiar a gangue do Moran, que pegava o produto da fábrica da American Maize logo ali em Hammond, no estado vizinho de Indiana. 

Na verdade eram concorrentes quase idênticos lucrando em cima do repressionismo da lei seca nacional cobrada pelo altruísta Herbert Hoover pela mão armada de agentes com metralhadoras e escopetas fornecidas pelo seu governo. Eles se beneficiavam da lei seca e os partidos políticos dos confiscos, saques e multas desta mesma lei

Mas se a coisa é tão simples assim, como é que os totalitários conseguem seguidores? Quem seria idiota a ponto de acreditar em assaltantes e saqueadores discutindo pontos de ética aplicada? Altruístas, ou melhor, vítimas da propaganda que vende o altruísmo como valor, pixando de predadores os individualistas e egoístas que assinam: 


Eu me recuso a lançar mão da coação e jamais recomendaria a agressão com intuito político ou social. 

É isso que nós, libertários assinamos como termo de adesão ao partido. Isso parece conjuração de predadores? Leia o nosso programa. (link)

Para melhorar o seu inglês, nada como a minha tradução de Monteiro Lobato: America's Black President 2228. (link)


Saiba mais sobre as crises econômicas dos EUA--leia: 


Compre este livro na Amazon


Na Amazon:  A Lei Seca e o Crash. Todo brasileiro entende rapidinho o mecanismo desta crise financeira de 1929. Com isso dá para entender as de 1893, 1907, 1987, 2008 e os Flash Crashes de 2010 e 2015.


Blog americano... Libertariantranslator


domingo, 30 de setembro de 2018

Programa nacionalsocialista, pontos 16 a 20

Pintura pelo líder nacional socialista
Continuando a análise das palavras e ideias do partido Nacional Socialista da Alemanha. Afinal, são ou não são socialistas? Os comunistas juram que não. São ou não são cristãos? Os pastores, papas e bispos juram que não. Para descobrir a verdade, só lendo os documentos originais: 

16. Pela criação e proteção de uma classe média sã, a comunalização das grandes lojas de departamento e o seu arrendamento aos pequenos comerciantes a baixo preço.  Devemos priorizar os pequenos empreendedores nas licitações de fornecimentos à União, aos Estados e municípios.

17. Pela reforma agrária adaptada às nossas necessidades nacionais, a promulgação de uma lei que permite a expropriação, sem indenização, das terras para fins de utilidade pública – a abolição de impostos sobre as glebas e a repressão de toda especulação.

18. Pela luta sem trégua contra aqueles cujas atividades, prejudicam o bem comum.  Aos traidores, agiotas, atravessadores e afins, caberá a pena de morte, sem consideração da raça ou religião.

19. Pela substituição do direito romano pelo direito público alemão, pois aquele atende uma ordenação materialista do mundo.

20. A ampliação da nossa infra-estrutura escolar deve permitir a todos os alemães capazes e trabalhadores o acesso a um curso superior, mediante qual se colocar na liderança.  Os currículos dos estabelecimentos de ensino devem se adequar às necessidades da vida prática.  Caberá às escolas inculcar o conceito do Estado (moral e cívica) desde a idade da razão.  Caberá ao Estado custear a educação dos filhos excepcionalmente dotados de pais pobres, qualquer que seja a sua profissão ou classe social.

ANÁLISE: 
A comunalização das lojas parece coisa de libertário? livre comércio? capitalismo selvagem? E no 17 a reforma agrária, expropriação sem indenização... isso é coisa de liberalismo egoísta? O bem comum do nº 18 aparecia nas moedas nazistas, e o ódio aos agiotas e atravessadores dificilmente seria coisa de Milton Friedman, Ayn Rand ou Frédéric Bastiat. No Ponto 19 a referência obscurantista ao "materialismo" não parece ser endosso de nada objetivo, científico ou liberal. Veja esta reportagem de 1934...



Tradução: Nazistas dizem que a Influência do Cristo foi Ampliada pelo Hitler. Berlim, Alemanha--A certeza de que Jesus se tornou mais poderoso entre os alemães por causa de Adolf Hitler é creditada pelos nazistas cristãos alemães de Brunswick. No seu órgão oficial os nazistas protestantes de Brunswick anunciam: "Na pessoa do Hitler o tempo se preencheu para o povo alemão, pois o Cristo, Salvador e ajudante de Deus, conseguiu, mediante Hitler, se tornar poderoso entre nós. Logo o nazismo possui o cristianismo positivo dos atos. Hitler hoje é o caminho do espírito e da vontade de Deus conduzindo à igreja cristã das nações alemãs."

Há algo de orwelliano na maneira que os jornais mudaram os retratos depois da Grande Guerra. A seguir, os últimos 5 pontos do programa nacionalsocialista que a "direita" alega ser "esquerda" e vice-versa. 

Necessitando de tradutores orwellianos para migração ou transtornar a atual crise, visite a nossa página

Para entender a Grande Depressão dos EUA--basta ler. 

Compre este livro na Amazon

Na Amazon:  A Lei Seca e o Crash. Todo brasileiro entende rapidinho o mecanismo desta crise financeira de 1929. Com isso dá para entender as de 1893, 1907, 1987, 2008 e os Flash Crashes de 2010 e 2015.


Blog americano... Libertariantranslator dotcom





quinta-feira, 17 de novembro de 2016

GOVERNADOR DE NOVA IORQUE DEFENDE IMIGRANTES
"Eu quero ser bem claro: Se alguém achar que está sendo agredido, eu quero que saibam que o estado de Nova Iorque—aquele com a Estátua da Liberdade no seu porto—é o seu refúgio. Não importa se é gay ou hetero, muçulmano ou cristão, rico ou pobre, preto branco ou pardo, nós respeitamos todos as pessoas no estado de Nova Iorque… Não permitiremos que um governo federal que ataca imigrantes o faça no nosso estado." —Mario Cuomo
(Veja a reportagem)
Sou libertario e não do partido democrata ou republicano. Jamais votaria em um dos dois tentáculos da cleptocracia, mas de vez em quando um deles copia alguma coisa da nossa legenda que pega bem. É assim que os pequenos partidos nos EUA mudam com bastante alavancagem as leis do país, mesmo sem eleger muitos políticos. 


Atitude nacional-socialista importada da Alemanha

Esta reação de Nova Iorque foi estimulada pela atitude de um outro pequeno partido, o Tea Party—versão mais nacional-socialista do que dá na política dos EUA—cuja atitude quanto aos imigrantes é representada por uma imagem de arame farpado. Deste pequeno partido coletivista e populista surge a maioria das mazelas que afetam o Partido Republicano. Da mesma forma, a maior parte da burrice que aparece no programa do partido democrata é copiado dos partidos verde e comunista. 

O partido libertário corrige essas tendências, dando exemplo e ameaçando afetar com os nossos votos os resultados das eleições. Nós votamos a consciência, com 6 a 36 vezes o efeito legiferante (no sentido de mudar as leis) para cada voto dado. Nesta eleição o nosso total foi equivalente a todos os votos do Estado de Virgínia. 

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Programa dos nacionalsocialistas, 21 a 25


Medalha nazista dada às mães parideiras
Continuação do programa dos 25 Pontos do Partido Nacional Socialista Alemão


21. Cabe ao Estado melhorar a saúde pública mediante proteção das mães e filhos, prevenindo o trabalho juvenil; impondo programa de malhação tornando obrigatória a ginástica e o desporto, e ainda prestando apoio às organizações voltadas à educação física da juventude.

22. Pela abolição das tropas mercenárias e a criação de um exército popular.

23. Que sejam tomadas providências na lei contra a mentira política consciente e a sua propagação pela mídia.  E para possibilitar a criação de uma imprensa alemã, exortamos:

a. Que os editores e colaboradores de jornais em língua alemã sejam cidadãos alemães.

b. Que a difusão dos jornais estrangeiros dependa da autorização expressa.  Estes jornais não podem ser impressos em língua alemã.

c. Que proiba-se a participação financeira ou influência de não-alemães nos jornais alemães, sendo as editoras infratoras interditadas, e deportados os estrangeiros responsáveis. 

Que proíbam os jornais que ferirem o bem comum. Somos pela repressão das tendências nas artes e literatura que exercem influência subversiva na vida do nosso povo; e a interdição das reuniões ou das organizações que contrariem as medidas anteriores.

24. Exigimos a liberdade no território da União para todas as confissões religiosas, desde que não ameaçem o Estado e não ofendam os sentimentos morais e éticos da raça germânica. 

O Partido assim defende um cristianismo positivo, sem todavia se ligar a uma denominação específica.  Combate ao espírito judaico-materialista no país e no exterior e acredita piamente que a restauração duradoura do nosso povo não poderá acontecer senão começando internamente partindo do princípio:

ANTES O BEM COMUM QUE O BEM INDIVIDUAL.

25. Para concretizar esses ideais preconizamos o fortalecimento do poder central no Reich. Cabe ao parlamento central a autoridade absoluta sobre a totalidade do Reich e dos seus orgãos. 

A criação de câmaras voltadas às profissões e de órgãos encarregados da execução das leis básicas promulgadas pelo Reich.

Os dirigentes do Partido se comprometem a esforços constantes para a implementação dos pontos aqui enumerados, para tanto sacrificando, se necessário, a própria vida.

ANÁLISE: 
Os pontos 21 e 22 se traduziram em fomento à produção de jovens para os programas de Lebensborn e Hitlerjugend, e logo na formação de forças armadas. A violência da lei no ponto 23 é o que muitos conservadores religiosos e socialistas láicos ainda querem para calar a oposição. Só queriam alemães publicando na língua pátria, proibidas as traduções e deportados os tradutores--toda essa repressão e interdição, é claro, contra ameaças e ofensas à raça segundo padrões morais e éticos norteados pela proteção do bem comum (e não dos direitos da pessoa humana). 

Que moral e ética são essas? Cristianismo socialista, inclusive para exportação, e coletivismo altruísta tomando o lugar da pessoa individual vivendo a sua própria vida. No ponto 25, a ditadura que prometeram--promessa que cumpriram--teve autoridade absoluta lastreada na iniciação da força letal, e bota regulamentação das profissões nisso! O padrão altruísta de valor se repete na conclusão jurando o sacrifício da própria vida. Muitos dos autores daquele partido cumpriram essa promessa também. 
Os austríacos, donos de grande indústria química eram 91% católicos. Católicos e protestantes compunham 96% da população alemã segundo essa reportagem de 1938. O chanceler não foi eleito da noite pro dia. O programa do partido é de 1920 e o livro Mein Kampf de 1924. O candidato vivia cercado de pastores, bispos e cardeais nas eleições--e de partidos! 

Na época em que Hitler foi eleito concorriam 42 partidos! Ocorre que a Alemanha exportava drogas para os EUA e no caso do Manly Sullivan o Supremo liberou a cobrança do IR sobre ganhos ilícitos. Isso primeiro afetou os alemães, e em seguida, os Al Capones nas grandes cidades. 
O proibicionismo com IR Americano cortou o contrabando alemão
Mas se Hitler não foi católico protestante ou judeu, foi eleito por quem afinal? Onde já se viu 40% dos eleitores, sendo 96% do todo cristãos elegerem quem não fosse deles? Hitler foi eleito pelos cristãos religiosos que se opunham ao comunismo ateu, sem nenhum liberalismo econômico na jogada. Todos foram socialistas, logo, direita é socialista cristão e esquerda socialista laico

Liberais e libertários nem aparecem na linha horizontal que começa no Stalin e extende até Hitler. Esse quadro da EsquerDireita linear e binária, aos olhos libertários, tem essa aparência, faltando uma linha vertical para quem não é nem quer ser socialista de nenhuma das três áreas! A linha horizontal não representa a realidade. Serve apenas para excluir a alternativa racional e pacífica. Ouça com atenção tudo o que a "esquerda" e a "direita" acusam mutuamente. Resta apenas o voto em branco ou pelo Partido Novo, que não utiliza dinheiro do governo. 
Para traduções orwellianas que analisam o texto, contexto e pano de fundo, procure pela Speakwrite. Também fazemos do espanhol para inglês e português.





Blog americano...

Para entender a Grande Depressão dos EUA--basta ler. 

Compre este livro na Amazon

Na Amazon:  A Lei Seca e o Crash. Todo brasileiro entende rapidinho o mecanismo desta crise financeira de 1929. Com isso dá para entender as de 1893, 1907, 1987, 2008 e os Flash Crashes de 2010 e 2015.


Blog americano... Libertariantranslator dotcom