sábado, 20 de outubro de 2018

O voto coagido

Hoje ele pede seu votoAmanhã manda a polícia lhe bater... --Bezerra da Silva

Em algumas cleptocracias os otários são forçados a fingir que possuem o direito de escolher com o voto. Na realidade são obrigados como escravos no eito a não apenas votar como também fingir que as eleições não foram armadas por saqueadores australianos e ainda corrompidos pelos nacionalsocialistas usando os subsídios inventados em 1971 pelo criminoso Richard Nixon para aleijar o Partido Libertário.

Foram os australianos que inventaram o voto coacto. Os eleitores que votavam por livre e espontânea vontade não aprovaram a inflação de cédulas-papel de curso forçado. Só afogando as urnas com a ralé iletrada conseguiram minar a economia e afogá-la em papel-moeda. E quando o povo entendeu a fraude e quis desfazer, os partidos do saque inventaram o voto sequencial onde o eleitor apenas vacila acerca da ordem em que será chicoteado pelos políticos dos partidos ladrões.

Se o voto preferencial fosse boa coisa, a Austrália não estaria dominada por intelectuais da corrente saqueadora e sofrendo apagões e altíssimas contas de luz. Os cidadãos foram desarmados como no Brasil de hoje ou na Alemanha nazifascista d'antanho, e deixados a mercê de assaltantes.

Sorte sua existir ainda a opção de rejeitar as duas versões do socialismo comuno-fascista e votar em branco! Sem partido libertário as alternativas são sempre de agressão contra os direitos da pessoa individual.

Necessitando de traduções para visto, emprego, pense n'eu.
Blog em inglês.