Tuesday, January 2, 2018

Energia legalizada nos EUA

Na eleição de 2016 havia apenas um ponto de divergência prática entre os dois partidos: permitir a geração e transmissão da energia elétrica ou interferir para aumentar o preço--e a conta de energia de cada um.


Dogbert, o cachorrinho do Dilbert de Scott Adams

A mídia subsidiada, para cobrar a propina Nixon e ignorar o partido libertário--e ainda vender jornais e propaganda nas teletelas--ajudou os republicanos a fingir que os democratas iriam baixar uma lei nazifascista confiscando as armas. Tolice. A 2ª Emenda da Constituição americana garante que "o direito do povo de ter e portar armas não será infringido". Para mexer com isso eles teriam que comprar 2/3 do voto do congresso nacional como primeiro passo. É por causa desse direito que não pode haver ditadura total nos EUA.

A mídia subsidiada também profetizou, para assustar as mulheres e atrair os zelotes, que os republicanos iriam baixar uma lei evangelista coagindo os médicos e forçando as mulheres grávidas a reproduzir a contragosto. Bobagem. Desde a contagem do primeiro voto eleitoral do partido libertário em 1972, o Supremo logo entendeu que a 14ª Emenda da Constituição define toda mulher, grávida ou não, como portadora de direitos individuais: XIV. Todas as pessoas nascidas... Os primeiros passos para tirar os direitos individuais da mulheres americanas seria comprar 2/3 de ambas as câmaras, conseguir a ratificação da revogação por 2/3 dos Estados e invadir e conquistar o Canadá. 

Após essa sentença do Supremo reconhecendo esses direitos individuais, o governo canadense aboliu todas as leis pró ou contra controle de natalidade, de forma que lá, só as mulheres e os medicos decidem essas questões. A taxa de imigração de mulheres para o Canadá é mais alta que a de homens. Logo, mesmo se o Papa de Roma fosse eleito presidente dos EUA e proibisse a medicina, as refugiadas poderiam emigrar para o Canadá. Quimérico esse espantalho. 

Tirando essas duas divergências, os dois partidos americanos são quase idênticos. Ambos pedem seu voto pra mandar a polícia te bater por causa de folhas verdes--cânhamo, mariri, erythroxylaceae... e por aí vai, e ainda matar seu cachorro e confiscar-lhe a casa e automóvel. Mas quem pagaria pra ver um telecatch com dois lutadores gêmeos, ou corrida de jabotis que só dá empate? 

A única diferença foi que os republicanos (a exemplo dos libertários) não acreditaram na superstição do suposto aquecimento global e preferem energia elétrica confiável e robusta (e Guerra Santa na terra dos muçulmanos, é claro). Os democratas (como os comunas e econazistas) acreditam que o "aquecimento global" é a palavra de Deus e pretexto para cobrar impostos de carbono, com mil subsídios e regulamentos governamentais para infernizar a produção e distribuição de energia até transformar o país num enorme Porto Rico

A mídia subsidiada inventou profecias para fazer da eleição um filme de terror. O cartunista do Dilbert compilou uma lista das coisas que os vidiotas das seitas coletivistas e proibicionistas da energia elétrica acreditavam em 2016 e 2017.

Quero deixar claro que eu não sou republicano ou democrata. Sou libertário, e jamais votaria em nenhum partido saqueador. Mas reflita em quantas dessas profecias de 2017 e 2017 você, caro leitor, acreditou:  
  1. O Trump jamais será nominado pelos republicanos.
  2. O Trump nunca será eleito presidente. 
  3. As bolsas cairão se Trump for eleito.
  4. O presidente Trump irá deportar dez milhões de indocumentados.
  5. O Trump será dispensado (impichado, preso ou demitido) até o final de 2017.
  6. A proibição da imigração de vários países muçulmanos sera derrubada como inconstitucional.
  7. O Trump fez conluio criminoso com a Rússia.
  8. O Trump obstruiu a justiça (crime) despedindo o chefe do FBI.
  9. A decisão do Trump de reconhecer Jerusalem como a capital de Israel causará enormes problemas.
  10. Os tuítes do Trump provocarão grandes problemas.
  11. O Trump nunca conseguirá fazer nada de importante.
  12. O Trump será ineficaz com os líderes de outros países.
  13. O Trump é incompetente.
  14. As enquetes de aprovação servem como previsão do desempenho.
  15. Os militares não obedecerão o Trump. 
  16. O PIB não ficará acima dos 3%.

Quem acreditou em duas ou mais dessas profecias deve refletir e talvez resolver no ano novo nunca mais abrir a boca para arrotar besteiras sobre a política para o resto da vida. 
Precisando de um tradutor jurídico que não apoia nenhum partido da cleptocracia entrincheirada, pense no tradutor americano. Também atendemos de forma orwelliana pelo www.falascreve.com