sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Poderes de emergência

No filme A Grande Aposta, a economia americana entra em colapso por causa de inadimplências nas hipotecas que subjazem componentes de derivativos podres--gatos vendidos por lebre. Mas podres por que? A causa que minou esses valores de hipotecas teria sido, por acaso, a expropriação sem indenização? 

O que acontecia na época era que o governo proibicionista do Bush Filho lançava mão dos mesmos confiscos de bens que derrubaram a economia em 1987, quando Bush Pai e Reagan achavam que folhas de planta transformavam as pessoas em comunistas. Essa teoria de possessão neo-satânica aflorou de novo na posse do Bush Filho, só que numa variante menos centralizada. Uma das primeiras Ordens Presidenciais do Bush II foi criar a burocracia OFBCI, o Gabinete de Iniciativas Comunitárias Lastreadas na Fé. No caso, "a" fé é a mesma favorecida pelo programa Nacional Socialista da Alemanha, só que com alcance e abrangência internacional! 

Como na Alemanha de 1933, essa burocracia gerava alcaguetes e caçadores de hereges que se espraiaram em leque procurando casas suspeitas de abrigarem plantações de cânhamo indiano. Os hippies--não mais só judeus--se tornaram alvos deste novo cristianismo positivo. Os governos americanos que continuaram crescendo mesmo após a entrada no ar do Partido Libertário--governos estaduais e municipais--formaram a vanguarda subsidiada pelos dados financeiros e de grampos telefônicos arrebanhados pelas agências federais de repressão e espionagem. Seus confiscos aumentaram até desencadear a crise, e acelerou ultrapassando os danos de arrombadores--vazando a fronteira dos EUA--pois o OFBCI possui ala internacional para exportar o proibicionismo com seus confiscos destruidores das bolsas e dos sistemas de crédito bancário.  



Foram confiscando lares comprados ou mesmo alugados por pessoas eliminadas da possibilidade de ter emprego e carreira pelos testes de urina--testes obrigatórios por lei desde o governo do Bush Pai e Reagan. Qualquer raiz de planta no quintal já dava pretexto para confiscos, pela expropriação sem indenização do ponto 17 do antigo programa nazista lavrado por Hitler em 1920. Só que com a crise, surgiu a possibilidade de o povo descobrir o que se passava e reagir. A exportação da crise destruidora de economias permitiu que os americanos em posse dos fatos lucrassem apostando contra as bolsas de valores do resto do mundo. Teria sido isso que financiou a recuperação americana enquanto a crise grassava global

A reação acuada quando deu colapso foi a mesma da Alemanha em 1933: uma Lei de Concessão de Plenos Poderes. Essa Lei Habilitante para Sanar a Aflição do Povo e da Nação dos nazistas existe, graças aos governos Nixon-Ford e Bush Filho, em versão Americana. Preste atenção nos detalhes de 22 de agosto de 1974 conforme adequadas em 30 de agosto de 2007, na véspera do colapso generalizado: 


"O presidente terá poderes para confisco de bens, para organizar e controlar os meios da produção, expropriar commodities, destacar forças militares no estrangeiro, instituir a lei marcial, agarrar e controlar todos os meios de transporte e de comunicação, regulamentar a operação da iniciativa privada, restringir a circulação de pessoas, e de diversas formas controlar as vidas dos cidadãos dos EUA. Ao Congresso caberão poderes adicionais de alterar, rescindir ou suspender a operação da referida delegação de autoridade."
Selo da Alemanha comunista comemorando a parede protetiva antifascista
O novo governo republicano, eleito graças ao fanatismo apocalíptico dos democratas contra a energia elétrica, agora resuscita este monstro de Frankenstein no sentido de levantar $5 bilhões para construir o Muro Amerikaner cobrado pelo programa do partido republicano em 2016. O seu voto pelo partido libertário, ou mesmo uma pequena doação, mudaria essa tendência perigosa. 

Ficou clara essa comparação de fatos históricos





Se tem erro, pode comentar e corrigir. Minha provedora canadense de nomes para sites é a Hover