domingo, 2 de setembro de 2018

Arlo Guthrie... republicano?!

Sempre fui fã do Arlo, filho de Woodie Guthrie (ídolo da corrente saqueadora). E sei que todo filho gosta de se mostrar independente do pai apoiando algum partido contrário. 

Woody tinha no violão um adesivo: "Esta máquina MATA FASCISTAS!" Mas o gajo defendia quase o mesmo altruísmo e coletivismo que seus inimigos apregoavam. Cada hoste contrária dizia que a outra "não é realmente" fascista, comunista, sindicalista, católica, protestante, coletivista, petista, altruísta, mercantilista ou que quer que fossem. Na época havia apenas as duas hostes: o mercantilismo místico e o socialismo laico, presos numa só cleptocracia de economia mista. Libertário só existe desde 1971, no Século XX.

Arlo é mais da ala festiva, apresentador no festival de Woodstock e outras manifestações da juventude libertária da época. Eis a músiquinha Deportee que Arlo Guthrie fez em defesa dos "braceros" mexicanos importados para colheitas sempre que os cristãos socialistas mandavam a juventude americana às suas guerras longínquas como oferendas em sacrifício. 



Imagine a minha surpresa ao descobrir uma declaração desse artista americano em apoio ao partido republicano! Para não atirar a primeira pedra devo confessar pecado similar. Vi retrato do Reagan na capa da revista Reason sem entender que era deboche. Votei não nele mas sim contra as armas da União Soviética. Até no Carter votei, isso na época em que o Partido Libertário era segredo de estado, jamais mencionado na mídia saqueadora. Mas Arlo, republicano?! Essa entala na garganta... Jerry Garcia por ser individualista rejeitou a falsa dicotomia do menor dos dois males. Mas, sem saber do Partido Libertário, optou por nunca mais votar. 

O Partido Libertário procura eliminar a agressão das atividades do Estado Político, mecanismo que deve se dedicar à defesa dos direitos individuais. 

Necessitando de traduções de documentos para participar da evasão cerebral para os países detentores de partidos libertários, fale conosco