Thursday, July 13, 2017

Estufamento dos cientistas

Eis a relação de todos os cientistas que participaram da 5ª rodada do Relatório de Avaliação do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) e ainda dizem acreditar que a civilização humana aumentou a temperatura em quase um grau Celsius. Os profetas do Apocalipse juram que 97% dos cientistas confirmam que a humanidade é a praga terrestre que nesse momento está derretendo os polos, afogando continentes, assando pinguins e exterminando os ursos polares. 


Os "97%" na verdade são 18 pessoas, a saber: 

Kabumbwe Hansingo
Rachid Sebbari
Suman Jain
Krishna-Mirle Achutarao
Robert Vautard
Peter Stott
Myles Allen
Nathan Gillett
David Gutzler
Nathaniel Bindoff
Gabriele Hegerl
Yongyun Hu
Igor Mohkov
James Overland
Judith Perlwitz
Xuebin Zhang
Judit Bartholy
Tetsuzo Yasunari

Essa é a lista completa dos chamados cientistas participantes do Grupo de Trabalho 1 do Relatório de Avaliação AR5 do IPCC, dizendo ser verdadeiras as profecias feitas pelos modelos. Essas profecias na verdade são produto programas de computador rodando dados alterados. Três dessas pessoas ainda são estudantes. A lista dos 31.487 cientistas do contra está aqui. A ciência se orgulha de reparar que esses 18 fingidores são meros 0.06% comparados com o total de cientistas formados que assinaram a sua manifestação. Mais de 99% sabem que o planeta muda de temperatura com ou sem a humanidade. 

Existe em português um resumo do Sumário Executivo redigido em 2014. Essa versão não contém um gráfico sequer de temperaturas medidas por termômetros. De fato, o original não inclui nenhum gráfico de temperaturas gravadas e observadas. Existe gráfico tendencioso, abaixo, que está marcado com imagem de termômetro. Mas o que diz mostrar no dístico seriam mudanças de temperatura, e não graus Célsius ou Farenheit. Essa mentira de confundir derivada falsa com dados verdadeiros aparece na página 13 da versão em inglês e na pág. 20 da tradução brasileira. 




São mentiras com mutações e equívocos na fonte. Por exemplo, este gráfico abaixo, que qualquer um pode produzir hoje de dados acessíveis, mostra as temperaturas para apenas os termômetros oficiais que funcionavam em 1900 e 2016. Salta aos olhos que a temperatura nua e crua, na linha de tendência, vem caindo e não aumentando!



Neste intervalo os dados inalterados mostram resfriamento global. São dados empíricos que não aparecem no relatório original ou na tradução. 

Como saber se os burocratas travestidos de cientista que infiltram a NASA mentem? basta comparar seus próprios gráficos com os gráficos eles mesmos prepararam quando Gore, do partido Democrata-Verde, perdeu a eleição em Dezembro de 2000. 


São as mesmas temperaturas cobrindo o mesmo intervalo de tempo--só que pintadas com a mão da burocracia em épocas eleitorais diferentes. Vale notar que toda essa variação cabe dentro de 1ºC. Você alguma vez já viu dois termômetros medirem com precisão dentro do intervalo de um grau Célsius?  O famoso candidato Nader ajudou o PV a derrotar o partido Democrata, e este então esverdeou o seu programa em vez de apelar para a legalização de plantas em defesa dos direitos da pessoa humana. 

Para traduzir objetivamente este tipo de informação, o que mais ajuda é a objetividade nas comparações. Nós sabemos traduzir a matéria produzida pelas duas hostes opostas.

No comments:

Post a Comment